<BODY>

segunda-feira, julho 20, 2009

Apolo 11 - FAIL!


Há exatos 40 anos, Neil Armstrong entregava a frase que ilustraria um marco definitivo na existência humana. E ele falhou.


Acontece com todo mundo. Você sai de uma discussão e só quando já está estacionando o carro em casa, pensa um argumento que o teria feito vencedor mais cedo. O problema é que, às vezes, ter frases prontas para uma situação especial pode não significar muita garantia também. Para o primeiro passo do homem na lua, a NASA ensaiou a frase:

It is one small step for a man, one giant leap for mankind.
(É um pequeno passo para um homem, um salto gigante para a humanidade.)

A frase compara o pequeno passo de um homem, um indivíduo, Armstrong, com o salto de toda a espécie, o homem conjunto, a humanidade. Esta é uma comparação, figura de linguagem.

O problema é que Armstrong, na excitação do momento, engoliu o artigo “a” antes de “man” e, com isso, desarmou a bela metáfora que havia na frase:

It is one small step for man, one giant leap for mankind.
(É um pequeno passo parra o homem, um salto gigante para a humanidade.)

Notem que, neste caso, “man” (“o homem”) e “mankind” (“a humanidade”) assumem o mesmo significado, são sinônimos, portanto não há uma comparação. E a frase fica contraditória e non-sense.

A NASA mais tarde foi questionada sobre o mal entendido e a versão oficial é que a estática obscureceu o artigo “a” na transmissão. A imprensa da época não comprou a explicação mas, diante da importância do acontecimento, e pelo fato de praticamemente todos terem pêgo o sentido intencionado, a frase foi repetida incansávelmente desde então e virou uma das mais famosas da lingua inglesa e da cultura pop até hoje.





(Vídeo comemorativo da NASA e trecho das imagens do pouso na lua, recém restauradas)




0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial