<BODY>

sábado, março 27, 2010

"Quase todos perdidos de armas na mão"

Durante confroto entre professores e PM em São Paulo, um manifestante carrega uma policial ferida. Foto premiável. Em qualquer jornal independente seria capa. Mas, por algum motivo obscuro, o Estadão jogou esta foto lá pra meiúca. (Foto de Clayton de Souza da Agência Estado):
















"Muito ainda se falará dessa foto de Clayton de Souza, da Agência Estado, por tudo que ela significa e dignifica, apesar do imenso paradoxo que encerra. A insolvência moral da política paulista gerou esse instantâneo estupendo, repleto de um simbolismo extremamente caro à natureza humana, cheio de amor e dor. Este professor que carrega o PM ferido é um quadro da arte absurda em que se transformou um governo sustentado artificialmente pela mídia e por coronéis do capital. É um mural multifacetado de significados, tudo resumido numa imagem inesquecível eternizada por um fotojornalista num momento solitário de glória. Ao desprezar o movimento grevista dos professores, ao debochar dos movimentos sociais e autorizar sua polícia a descer o cacete no corpo docente, José Serra conseguiu produzir, ao mesmo tempo, uma obra prima fotográfica, uma elegia à solidariedade humana e uma peça de campanha para Dilma Rousseff.

Inesquecível, Serra, inesquecível.
"

(Leandro Fortes, repórter da revista Carta Capital, no blog Brasília, Eu Vi)




8 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL1546756-5605,00-MANIFESTACAO+DE+PROFESSORES+DEIXA+FERIDOS+EM+SP+SEGUNDO+A+POLICIA.html

Dizem que não era um manifestante, mas um policial à paisana.

6:49 PM  
Blogger Daniel Xavier disse...

Pois é, parece que sim. Mas policial secreto em manifestação de professores também soa esquisito.

:D

5:05 PM  
Anonymous Anônimo disse...

independente disso a foto nos leva a reflexão igual.
Ta la o momento eternizado!
foda demais

bj no cutuvelo....

ps. to triste q abandonou o site as traças.... foi o hype.. :(

5:38 AM  
Blogger Daniel Xavier disse...

hahaha, "foi o hype" é ótimo...

É fase. Trabalhando muito nuns projetos que merecem atenção especial. Vou postar aqui em breve.

:D

12:27 PM  
Anonymous David disse...

A foto é boa, mas não foi pra capa porque não é a mais representativa do evento, né? Acho que esse texto botou muito molho na coisa. Bom pra um filme ou crônica, mas ruim para jornalismo. Achei que usou a foto como um símbolo para dar uma opinião que já tinha e que não é baseada nessa foto. E escreveu tudo isso sem ter certeza de que se tratava de um policial. Pra mim é exemplo de mau jornalismo.

8:07 PM  
Blogger Daniel Xavier disse...

Em defesa do jornalista, ele postou o artigo seguindo informações da Agência Estado que, inicialmente, dizia que o homem era um manifestante.

Mas suponhamos que eu te desse razão em tudo que disse, isso não tiraria mérito algum da atenção que o assunto causou. Pelo contrário. Se não foi capa por um motivo, deveria ser pelo outro. Policiais à paisana infiltrados em manifestação de professores, repito, não cheira bem. Sei lá, lembra ditadura - desculpe o palavrão.

abs!
:D

1:56 AM  
Anonymous David disse...

Boa defesa do jornalista :) E concordo que não tira mérito da atenção que o assunto "passeata de professores" causou (Apesar de achar que tem gente com intençoes eleitoreiras por trás dessa passeata). Só penso que ligar a administração Serra, independente de gostar ou não gostar dela, à ditadura é meio fora da realidade. Até porque o Serra era presidente da UNE na época da ditadura.

5:19 PM  
Blogger Daniel Xavier disse...

Fala David,

Acho que você está um pouco equivocado sobre o "fora da realidade". Dá uma lida neste artigo aqui:

http://www.viomundo.com.br/denuncias/idibal-pivetta-“apeoesp-deve-ir-a-justica-e-exigir-do-serra-informacoes-sobre-policiais-infiltrados-nas-assembleias”.html

Abs!
:D

1:37 AM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial