<BODY>

terça-feira, setembro 07, 2010

Onde o desempregado é mais protegido? Brasil ou EUA?

As diferenças dos direitos dos trabalhadores no Brasil e nos EUA podem ser impressionantes. Este artigo dá uma boa idéia sobre o assunto.

Por Rennan Setti, de O Globo.

RIO - A taxa americana de desemprego - hoje em 9,6% - vem acompanhada de outro drama: a baixa cobertura da seguridade social nos Estados Unidos. Na crise, o governo chegou a expandir o seguro-desemprego de 12 para 18 semanas, mas o prazo é considerado curto para garantir a subsistência de quem está sem trabalho, lembra o economista-chefe do ABC Brasil, Luís Otávio Leal.

- Acho que é melhor estar desempregado no Brasil do que nos EUA. Aqui, há programas de transferência de renda, Fundo de Garantia e, mal ou bem, um sistema universalizado de saúde - afirmou. - Um dos motivos de o Brasil ter se saído bem na crise foi o governo ter mantido a renda da população por meio desses programas de transferência. Lá nos EUA, não se conseguiu manter o americano consumindo, o que contribui para agravar o desemprego.

No Brasil, o seguro-desemprego é de até cinco parcelas mensais de R$ 954,21, e há o FGTS. Segundo a Pesquisa Mensal de Emprego (PME), a taxa de desocupação brasileira era de 6,9% em julho. A pesquisa considera o emprego em apenas seis regiões metropolitanas, enquanto a americana avalia todo o país.

O economista João Sabóia, da UFRJ, lembra, no entanto, que metade dos brasileiros está no mercado de trabalho informal e, portanto, não está coberta por benefícios como seguro-desemprego e FGTS.


Leia artigo completo AQUI.




0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial